8 de março de 2008

16. Zipper assassino issue





Bom, a história que vou contar infelizmente é verídica, e aconteceu comigo na quarta-feira, não vo por resumo pq o resumo é titulo do tópico. Mas leiam, compensa! Eu poderia colocar algumas coisas a mais pra ficar mais engraçado, mas vou contar como realmente aconteceu, foi foda.

Quarta-feira acordei cedo, fui trabalhar normalmente e meio-dia vim pra casa, pois trabalho só meio período, tava um calor dos infernos! Como eu moro praticamente sozinho, cheguei e não notei ninguém em casa e fui tomar um banho pra ir almoçar, porém nem lembrei de levar cueca e shorts limpo pq eu ia sair enrolado na toalha e ia direto pro meu quarto, quando acabo o banho a empregada bate na porta perguntando se eu já almocei, aí que eu fui lembrar que era o dia dela limpar aqui. Então eu pensei: “vo colocar só a calça e me troco no meu quarto”, na hora que eu vesti (sem cueca) e puxei o zíper... pensa na maior dor do mundo! (eram umas 14:00hs)

Pausa pra reflexão: eu tinha acabado de prender meu pau no zíper da calça, nunca senti tanta dor, pego na parte debaixo do pinto, não pego no saco. Imaginem aquela situação que você sempre achou que nunca iria passar, eu tava vivendo aquilo, era tipo um pesadelo. Dai eu: “caralho, não acredito que essa porra ta acontecendo comigo” (momento de desespero), me senti o cara do filme “quem vai ficar com mary?” Não tinha o que fazer, entro a pelinha no zíper todo, fui tentar puxar pra baixo mas só de encostar já doía pra caralho, e pra cima não ia nem fudendo. Nessa hora já pensei em um monte de merda, indo pro hospital, passando vergonha, aquelas coisas! Continuando, fui pro meu quarto andando bem devagar pra não puxar a calça, pq qualquer puxadinha na calça já doía pra caralho pq mexia o zíper, sentei no meu quarto e fui pensar oq eu iria fazer. Resolvi ligar pro meu irmão que estava no serviço, falei pra ele vim pra casa correndo, não deu 10 min ele chegou. Agora que eu imagino a situação eu do risada, mas na hora eu tava muito assustado pensando como que aquela porra iria sair. Meu irmão olhou e fico assustado também, decidimos cortar a calça, segurei a parte do zíper e ele foi cortando envolta do zíper, deixamos só a parte do “gatilho” (o zíper mesmo) que tava presa no meu pinto.
Dei uma olhada com mais calma pro jr, e realmente não tinha como tirar, então coloquei gelo pra não inxar enquanto meu irmão ligava pro chefe dele (que inclusive eu conheço) pra explicar a situação e que precisávamos de uma carona e de um médico que ele conhecesse, ele indicou o médico dele. Coloquei uma cueca calmamente, um shorts e fomos pro hospital. Agora já não doía mais, eu só sentia que tinha algo preso, tipo um pircing no pinto, encomodava.
Chegando la fomos até a recepção de emergência, e meu irmão falo que queria um urologista pq eu tava com um problema, a mulher falou que primeiro a gente tinha que passar com um clinico geral pra avaliar o caso e se necessário me encaminharia para um urologista, pra isso eu teria que aguardar. Na hora eu falei “Mas é uma emergência, eu prendi meu pinto no zíper!” A mulher viu que eu tava assustado e falou: “Nossa, vou ligar pro Dr. Cavalleri pra ele te atender, a enfermeira vai te acompanhar até a sala”.
O Dr. estava no escritório dele, demoraria 10 min pra chegar até la, eu e meu irmão fomos até a sala e ficamos esperando. Mas nisso, todos enfermeiros já sabiam da situação que eu vivia, entrou um enfermeiro na sala pra ver se estava tudo bem, ele olho pra mim: “você que é o cara?” meio rindo. Aí eu dei uma risada e falei “é, eu que sou o cara”. EUIHeauishiuHEIUASH Passaram alguns minutos e o doutor chegou, entraram mais dois enfermeiros na sala e falaram pra eu tirar o shorts pra auxiliar. Agora imaginem a situação, você deitado na cama peladão enquanto 3 pessoas cuidam do seu membro. Eu só não sabia como ele ia fazer pra tirar! Ele falou que aplicaria anestesia na região, passaria um liquido pra não machucar e depois puxaria pro lado mais fácil de sair. Até aí tudo bem. Agora imaginem a dor que é essa “anestesia na região”, o cara simplemente puxou a pelinha e enfio a agulha, ele deu três agulhadas, uma em cada lado do meu pinto. Puta que pariu, aquilo dói muito, xinguei todo mundo na sala, caralho doeu mais do que na hora que eu prendi o zíper no meu pinto.
Depois de uns minutos: “Ta sentindo alguma coisa?” ele perguntou, aí falei que não sentia mais nada, a anestesia já estava fazendo efeito, então ele falou que iria começar a “operação”. Na hora coloquei o braço no meu rosto, preferi não ver o que ia acontecer c/ meu pinto.
Passaram uns 30 segundos (eu não vendo nada), senti que mexeram no meu pinto só e ele falou “pronto, tirei” daí eu “ta zuando, sério mesmo?” aí eu dei uma olhada e vi que meu pinto estava livre, não tava sangrando nem nada. Nossa, que alivio, era muito mais simples do que eu imaginava, foi muito rápido, não senti dor nenhuma, não arrancou nenhum pedaço, mas também não vi como tinha ficado. Fizeram um curativo e ele fez umas recomendações, nessa hora eu e meu irmão já estavamos rindo da situação toda, tinha dado tudo certo. Na hora que eu saí da sala, eu tava me sentindo pelado, reuniram todos os enfermeiros desocupados pra conhecerem o cara que tinha prendido o pau no zíper, mas eu nem tava mais ligando naquela hora, eu tava muito feliz pq tinha dado certo. Todo mundo deu risada, eu também dei, até brinquei c/ as enfermeiras.
Depois troquei umas idéias com o médico e ele falou que não é tão raro disso acontecer, que eles até utilizam uma gíria pra essa situação, ligam pra ele falando “tem um zipado aqui”, aí ele já sabe o que é. UIEHASUIEHAUIHuiheauisheui ri mto nessa hora. Liguei na hora pro meu amigo e contei da situação, era no mesmo dia da despedida dele de Curitiba, ele riu muito e perguntou se podia contar pra galera, aí eu falei que podia, foi muito engraçado mesmo.
A despedida foi no bar, todo mundo já tava sabendo, cheguei la tive que contar a história milhões de vezes pra várias pessoas, todo mundo rindo e eu rindo também, tava mto aliviado pq deu certo, dps que passou só resta rir. Bom, a história foi essa, dei uma resumida ainda.
Clique no link pra ver o relatório que o médico fez sobre o que aconteceu. Muito engraçado o relatório, levei no bar pra eles acreditarem na história.

Free Image Hosting at www.ImageShack.us

QuickPost Quickpost this image to Myspace, Digg, Facebook, and others!

7 comentários:

Fernanda Miranda disse...

Tô rindo muito dessa tua história...ki dó, menino.
Eu tenho uma amiga q é enfermeira e qdo vc contou sobre todos os enfermeiros saberem, lembrei na hora de uma história q ela contou pra mim e pra irmã dela. Essas histórias cabulosas se espalham pelo hospital todo mesmo. Disse q uma vez, chegou uma mulher com um pedaço de uma cenoura que quebrou vc imagina aonde, né?
Tb teve um caso de um cara q resolveu "namorar" uma garrafa PET e ficou entalado...é cada história...phoda,né? Muito corajoso vc de postar no blog, mas deu um post hilário.
Bjks e bom fds...
Fernanda Miranda (Blog COTIDIANO ATIVO)

Arthur Silva disse...

Caraca, só de imaginar ja sinto a dor q vc sentiu... Agora pode ser engraçado, mas na hora q situação einh?
Região delicada essa...
Incrível não ter ferido, nem nada.

T+ cara e mais cuidado da próxima vez.

Rafael disse...

direitos autorais aí! :roll:

(3)

Josy disse...

huehueheuheuheuehue...
tadinho...

Mas não posso negar... Mt engraçado.

Anônimo disse...

nigga please

Camila Diniz disse...

ooh meu deus! oO
huahuahuahuahua

Raphael Garcia disse...

Putz, o infeliz quase circuncisado! E o pior, sem festa!!! huahuahuahua